Img0 600x400

A Prefeitura de Paço do Lumiar em parceira com a empresa Eneva, vai implantar em um total de 12 unidades de educação básica do município o projeto “Educação Sustentável”, que consiste no cultivo de hortas agroecológicas, além da oferecer oficinas pedagógicas para os professores, proporcionando mais educação e alimentação de qualidade para os estudantes. O conteúdo das oficinas, terá foco na sustentabilidade, segurança alimentar e protagonismo social, que fará parte da grade escolar dos alunos quando as aulas forem retomadas.

A parceria firmada com o objetivo de expandir o projeto foi anunciada nesta segunda-feira(30) na Ueb Tia Dedé, na Pindoba. A mesa de honra do evento contou com a presença da prefeita de Paço do Lumiar, Paula Azevedo, o secretário municipal de educação, Marcos Ferreira, a representante da companhia Eneva, Elizabeth Teles e o gestor da UEB Tia Dedé, Venâncio Prazeres.

A prefeita de Paço do Lumiar, Paula Azevedo explicou a importância do projeto para a valorização da agricultura familiar no município: “A gente quer mostrar para as nossas crianças, o quanto a agricultura é importante e deve ser valorizada, para isso, estamos ampliando essa parceria para que os alunos da rede municipal aprendam na prática”, explicou.

O secretário municipal de educação de Paço do Lumiar, Marcos Ferreira, agradeceu pelo projeto e a parceria com a empresa Eneva: “O projeto Educação Sustentável é muito válido para o nosso município, que é muito rico em agricultura familiar, além de transmitir conhecimentos muito importantes sobre sustentabilidade e respeito à natureza”, disse ele.

De acordo com a representante da companhia Eneva, Elizabeth Teles, o projeto também tem o objetivo de oferecer educação ambiental por meio da agricultura: “Nosso trabalho ocorre em parceria com vários municípios para que por meio do projeto as crianças aprendam que é possível aproveitar as riquezas da terra sem agredir a natureza, sem usar agrotóxicos e assim, futuramente eles também possam transmitir essa ideia para as próximas gerações”, concluiu.